Português   English   Español
Português   English   Español

Governo da Alemanha quer espionar partido direitista AfD

Governo da Alemanha quer espionar partido direitista AfD
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

A agência de Proteção da Constituição da Alemanha (BfV), responsável pelos serviços de inteligência internos do País, deu um novo passo para pôr o partido direitista Alternativa para a Alemanha (AfD) sob vigilância.

O partido passou a ter estatuto de “caso a investigar”, disse Thomas Haldenwang, chefe da BfV, responsável pelo cumprimento da Constituição alemã e por impedir ameaças vindas de grupos terroristas, movimentos ou partidos.

Segundo o jornal “Publico“, Haldenwang declarou:

“A BfV tem indicações iniciais de que as políticas da AfD são contra a ordem democrática constitucional. Mas estas indicações não são suficientes para começar a supervisionar o partido com métodos de espionagem.”

O jornal “Süddeutsche Zeitung” sublinhou que este passo só é dado quando há provas concretas de aspirações anti-constitucionais.

O partido direitista Alternativa para a Alemanha (AfD) disse que vai lutar na Justiça contra esta decisão tomada pelo novo responsável da BfV.

A co-líder do partido Alice Weidel disse que com o anterior chefe da agência “esta decisão nunca teria sido possível” e por isso é que foi afastado.

Hans-Georg Maassen foi demitido do cargo depois de suspeitas de ter passado informações à AfD sobre como evitar ser vigiado pela BfV, de ter simpatias pela “extrema-direita”, e de criticar a política de imigração do Governo.

Enquanto o governo da chanceler Angela Merkel procura maneiras de conter o avanço da legenda direitista, a AfD segue ganhando força política na Alemanha.

Dias atrás, conforme noticiou a RENOVA, a sigla apresentou um programa eleitoral com forte teor eurocético, um pesadelo para a globalista Merkel.

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
Share on reddit
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...