Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Governo da Argentina ameaça punir grandes empresas por falta de comida

Fernández ameaça Argentina com novo lockdown
COMPARTILHE

Governo argentino ameaça multar grandes empresas por falta de produtos em mercados.

O presidente Alberto Fernández, da Argentina, acusou empresas do ramo alimentício de provocar desabastecimento em mercados.

Fernández anunciou um aumento na fiscalização nas fábricas do setor e disse que não descarta aplicar multas.

Por determinação do presidente argentino, a lei que congela preços foi prorrogada até 31 de março.

De acordo com o Ministério do Desenvolvimento da Argentina, 11 empresas foram notificadas pelo Estado, entre elas a Danone, a Bunge, a Unilever e a P&G.

A gestão de Fernández as acusa de descumprir a intimação do governo para “aumentar sua produção ao mais alto grau de sua capacidade instalada e arbitrar os meios à sua disposição para garantir seu transporte e distribuição a fim de satisfazer a demanda” durante a pandemia de coronavírus.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
3 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
Almanakut Brasil
Almanakut Brasil
6 dias atrás

E POR EXCESSO DE “COMIDAS” VÃO PUNIR OS MÉDICOS?

Argentina: 50% dos médicos de hospital não fazem aborto por “objeção de consciência” – 18/02/2021

No caso dos médicos, a objeção de consciência é uma medida presente na maioria dos países, visto que está amparada pela maioria dos Conselhos de Medicina. Um vez que os profissionais fazem juramento pela manutenção da vida, muitos se sentem incapazes de realizar o aborto, já que o procedimento tem por objetivo impedir a gestação de outro ser humano.

https://noticias.gospelmais.com.br/argentina-medicos-nao-aborto-objecao-de-consciencia-143994.html

Jonas Alberton
Jonas Alberton
7 dias atrás

Está caminhando a passos largos para ser igual a Venezuela. Deus tenha compaixão dos vizinhos argentinos.
Mais infelizmente, foi o povo que escolheu este caminho, votando em um governo de esquerda com traços de comunismo .

junior
junior
7 dias atrás

Governo argentino ameaça multar grandes empresas por falta de produtos em mercados.Taí o que dá um governo de esquerda desesperado e sem noção. Daqui a pouco os grandes vão embora e eis que surge a Venezuela II.