Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Governo de Hong Kong nega morte de manifestantes anti-China

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Governo de Hong Kong nega morte de manifestantes anti-China
COMPARTILHE

População tem exigido a publicação de gravações de vídeo feitas por câmeras de segurança no dia da ação policial contra manifestantes.

O governo de Hong Kong negou rumores de que vários manifestantes foram espancados até a morte em um confronto violento com a polícia local.

No dia 31 de agosto, policiais prenderam 40 pessoas, em sua maioria jovens, dentro da estação Prince Edward na província de Kowloon

Após a ação policial, rumores na internet apontavam para a polícia encobrindo as mortes de vários manifestantes.

No último sábado (7), o governo de Hong Kong publicou uma declaração onde afirmou que ações policiais não causaram morte alguma nos últimos três meses, informa a agência EBC.

Após a divulgação da mensagem, manifestantes voltaram às ruas em protesto. Alguns bloquearam ruas nos arredores da estação de metrô e de uma delegacia, atearam fogo em objetos e entraram em conflito com policiais que tentaram os dispersar.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram