Português   English   Español

Governo do Canadá rejeita processar jihadistas do Estado Islâmico retornando ao país

Os esquerdistas do partido de Justin Trudeau confirmaram novamente que estão mais inclinados a defender radicais islâmicos do que proteger a sociedade canadense.

A proposta apresentada pelos conversadores do Canadá continha os seguintes pontos:

  1. Condenar os horríveis atos cometidos pelo Estado Islâmico.
  2. Reconhecer que indivíduos que se juntaram aos terroristas do Estado Islâmico são cúmplices destes atos horríveis e apresentam perigo para os canadenses.
  3. Trazer à justiça e processar qualquer soldado do Estado Islâmico retornando ao Canadá.
  4. Fazer da segurança e proteção dos canadenses uma prioridade, ao invés da reintegração dos soldados do Estado Islâmico, ou o desnecessário pagamento financeiro à terroristas condenados, como Omar Khadr.

A proposta foi rejeitada completamente pelos membros do partido liberal do Primeiro-ministro Justin Trudeau.

Isso está se tornando cada vez mais perturbador, já que Trudeau e seu governo estão colocando o politicamente correto acima de tudo, inclusive da segurança do país.

Eles acreditam que condenar terroristas do ISIS é um exemplo de islamofobia. Uma visão do mundo que é extremamente ingênua, como se os terroristas pudessem ser “consertados” com alguns abraços e um bom tratamento.

 

Com informações de: (1)

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter