Governo do PT corta recursos de universidades na Bahia

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Entre 2017 e 2018, governo petista deixou de aplicar R$ 110 milhões nas universidades.

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), enfrenta uma greve de professores que completou um mês em maio por ter cortado recursos das universidades estaduais e congelado salários.

A situação vai de encontro às críticas feitas pelo partido sobre o contingenciamento nas universidades federais promovidos pelo governo do presidente da República, Jair Bolsonaro.

Entre 2017 e 2018, segundo o Metrópoles, o governo baiano deixou de aplicar R$ 110 milhões nas quatro universidades estaduais do estado.

O número representa a diferença entre o valor orçado e o empenhado, igual a 4,2%. Se levados em conta apenas os recursos voltados para a manutenção, o orçamento chegou a ter redução de até 27,8%.

Esta é a segunda greve nos 13 anos de governos petistas na Bahia. Em 2011, os professores ficaram 51 dias parados.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.