Governo esquerdista da Nicarágua reprime protestos com violência

Idiomas:

Português   English   Español
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Um projeto de reforma da previdência que pretendia aumentar contribuições dos trabalhadores e reduzir as aposentadorias levou o país a uma onda de saques e de protestos contra o presidente Daniel Ortega.


A repressão policial foi extremamente violenta, deixando pelo menos sete pessoas mortas. Sem saída, o presidente esquerdista revogou a reforma da previdência nesse domingo (22).

Segundo a Cruz Vermelha, ao menos sete pessoas morreram, mas uma ONG local de direitos humanos fala em até 25. Centenas ficaram feridos.

De acordo com informações da Gazeta do Povo:

Numa delicada situação, o presidente Daniel Ortega anunciou a revogação do decreto que reformava a Previdência Social. Num encontro com empresários, que haviam declarado apoio às manifestações, Ortega disse que o Instituo Nicaraguense de Seguridade Social (INSS) revogou a resolução editada no último dia 16.

Em meio aos distúrbios, comerciantes tentavam proteger suas lojas de saqueadores, e postos de gasolina e supermercados registraram longas filas de clientes preocupados em armazenar produtos.

No fim da noite do sábado (21), a mídia local informou que um repórter foi baleado e morto enquanto fazia uma transmissão ao vivo em uma cidade do interior onde houve passeatas. Supostas imagens do episódio logo tomaram as redes sociais, provocando indignação.

A violenta repressão policial contra os manifestantes e as restrições a certos veículos de comunicação nos últimos dias ampliaram as críticas a Ortega, que em 2016 foi eleito para um terceiro mandato seguido (não há limite de reeleição no país), em um pleito no qual a principal coalizão opositora foi impedida judicialmente de participar.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...