Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch
Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch

Governo Macron começa a executar primeiras privatizações

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

A França anunciou suas primeiras grandes privatizações durante o governo do presidente Emmanuel Macron, com o objetivo de financiar um fundo para a inovação e reduzir parte da dívida pública.

De acordo com projeto de lei anunciado na noite desta terça-feira (12), o governo reduzirá sua participação no capital da gestora de aeroportos Aeroports de Paris (ADP), na empresa que tem o monopólio da loteria na França, La Francaise des Jeux, e o grupo energético Engie, embora sem especificar as quantidades.

Segundo o ministro da Economia, Bruno Le Maire, o Estado francês tem um capital total de cerca de 15 bilhões de euros.

O que for obtido com a venda será majoritariamente destinado a um fundo público para promover a inovação tecnológica.

De acordo com informações do BOL:

Durante sua campanha presidencial no ano passado, Macron prometeu investir 10 bilhões de dólares em tecnologia como inteligência artificial e digitalização.

“Estamos passado de uma lógica de gestor a uma lógica de investimento no futuro”, disse Le Maire em entrevista ao jornal econômico Les Echos publicada nesta quarta-feira.

Macron, que já trabalhou em bancos de investimento, vai autorizar pela primeira vez a venda de participações estatais, inclusive para capital estrangeiro, de empresas até então consideradas muito sensíveis.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email