- PUBLICIDADE -

Governo nega que embargo da Arábia Saudita seja retaliação

Governo nega que embargo da Arábia Saudita seja retaliação
- PUBLICIDADE -

A Arábia Saudita, maior país importador de carne de frango do Brasil, informou nesta terça-feira (22) que vai suspender a compra da carne de cinco frigoríficos brasileiros.

O governo de Jair Bolsonaro nega que a suspensão tenha ocorrido em função de uma eventual mudança da embaixada brasileira em Israel de Tel-Aviv para Jerusalém, o que desagradaria os países árabes.

Ainda nesta terça-feira (22), o ex-secretário-geral da Liga Árabe, organização que representa dezenas de nações islâmicas, disse que o mundo árabe estava irritado com o governo Bolsonaro por causa da intenção de seguir adiante com a mudança da embaixada em Israel, conforme noticiou a RENOVA.

Em nota, segundo o “Canal Rural“, a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) informou que as razões dadas pela Arábia Saudita para a desabilitação das unidades decorrem de critérios técnicos e que planos de ação corretiva estão sendo implementadas para a retomada das autorizações.

Com a suspensão de exportação de frango dos 5 frigoríficos, apenas 25 plantas brasileiras continuam aptas para exportar a proteína à Arábia Saudita.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -