- PUBLICIDADE -

Governo pede STF reconsidere suspensão de nomeação de Ramagem

Maioria do STF apoia tese que pode anular sentenças da Lava Jato
- PUBLICIDADE -

AGU pede que magistrado do STF reconsidere suspensão de nomeação de Ramagem para PF.

A Advocacia-Geral da União (AGU) pediu, nesta sexta-feira (8), ao Supremo Tribunal Federal (STF) que reconsidere a decisão liminar que suspendeu a nomeação de Alexandre Ramagem para ocupar o cargo de diretor-geral da Polícia Federal (PF).

Ao suspender a nomeação, Moraes levou em consideração o pronunciamento do ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, ao deixar o governo, quando acusou o presidente da República, Jair Bolsonaro, de interferência política na PF.

Depois da suspensão da indicação de Ramagem, o chefe do Executivo nomeou o delegado Rolando de Souza para o comando da PF. 

Em pedido ao STF, a AGU afirma que, apesar de ter tornado o ato de nomeação de Ramagem sem efeito, a ação apresentada pelo PDT, na qual Moraes decidiu pela suspensão, não perdeu o objeto e, portanto, ainda pode ser discutida pelo Supremo.

No texto, o advogado-geral da União, José Levi, argumentou que o presidente da República ainda pretende “ver restabelecida a sua prerrogativa constitucional de indicar o diretor-geral da Polícia Federal sem a restrição outrora imposta”.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -