PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Governo tenta reduzir gastos no Ministério da Economia

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

A série de medidas começa a ser implementada em 30 dias e vai perdurar até o fim de 2019.

O Ministério da Economia publicou, nesta quinta-feira (22), uma portaria com medidas visando a redução dos gastos da pasta e de instituições vinculadas, como INSS e Camex.

Dentre as determinações está a redução de pelo menos 50% dos estágios remunerados. A expectativa é que a iniciativa economize R$ 366 milhões.

De acordo com o site Poder360, a determinação suspende de 26 de agosto a 31 de dezembro as seguintes novas contratações:

  • Serviços de consultoria;
  • Treinamento e capacitação de servidores;
  • Estágio remunerado;
  • Mão de obra terceirizada;
  • Aquisição de bens e mobiliário;
  • Obras, serviços de engenharia, melhorias físicas e alterações de layout;
  • Desenvolvimento de software e soluções de informática;
  • Diárias e passagens internacionais;
  • Insumos e máquinas de café;
  • Serviços de telefonia móvel e pacote de dados para servidores, exceto para atividades de fiscalização.

A suspensão, no enanto, não vale para serviços essenciais à segurança, à saúde e à acessibilidade de imóveis e às despesas financiadas com recursos de doações, convênios e acordos em geral.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.