Governos petistas enviaram bilhões a países amigos através de manipulação

Auditores do TCU descobriram que os governos petistas manipularam padrões de análise de risco e garantia para conseguir liberar dezenas de bilhões a países amigos que não teriam condições de obter tais financiamentos em qualquer outro lugar no planeta.

O Tribunal de Contas da União (TCU) está fazendo uma série de auditorias nos empréstimos do BNDES para obras de infraestrutura no exterior durante os governos do PT.

Para emprestar cada vez mais aos amigos do Foro de São Paulo, os governos petistas manipularam padrões de análise de risco e garantia, permitindo acesso a linhas de crédito impensáveis e a um custo baixíssimo.

De acordo com informações exclusiva de O Antagonista:

E em condições absolutamente vantajosas, inclusive com juros subsidiados. Boa parte dessa dinheirama jorrou diretamente do FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador), que agora é usado novamente para cobrir o rombo bilionário do calote de Moçambique e Venezuela.

O governo do PT reduziu, por conta própria, a classe de risco dos países amigos, como os integrantes da Associação Latino-Americana de Integração (Aladi).

Sem precisar fazer qualquer ajuste fiscal, países com classificação de risco entre 5 e 7 passaram a ser considerados de risco 1, iguaizinhos às principais economias mundiais.

Em 30 dessas operações de crédito analisadas, os amigos de Lula e Dilma pagaram no máximo 12% do prêmio do seguro sobre os empréstimos. É o mesmo que pagar pelo jantar apenas o valor da gorjeta do garçom.

Em vez de receber R$ 835 milhões, o Fundo Garantidor de Exportações teve que se contentar com R$ 99 milhões.

O governo ainda permitiu que esses prêmios do seguro fossem pagos de forma parcelada e junto com os pagamentos do próprio financiamento (‘modalidade ongoing’). Como deram calote, Moçambique e Venezuela embolsaram a nossa grana e nem quitaram o seguro.

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *