- PUBLICIDADE -

‘Graças a Deus ficamos livres dele’, diz Bolsonaro sobre Moro

Moro está cumprindo ordens de Bolsonaro para investigar PSL
- PUBLICIDADE -

“Ele queria ainda uma portaria depois que multasse quem estivesse na rua”, disse Bolsonaro.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, voltou a criticar o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, em conversa com apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada, em Brasília, nesta segunda-feira (1).

Ao comentar sobre o relato emocionado de um cadeirante sobre o armamento civil, Bolsonaro enfatizou que Moro dificultava a continuidade das políticas de flexibilizar a posse de armas de fogo para as “pessoas de bem”.

O chefe do Executivo chamou Moro de “covarde”:

“Para vocês entenderem quem estava do meu lado, essa IN [Instrução Normativa] 131 é da PF, mas [foi feita] por determinação do Moro. Ignorou decretos meus para a posse de arma de fogo para as pessoas de bem.”

Bolsonaro acrescentou:

“Por isso que naquela reunião secreta o Moro ficou calado de forma covarde. E ele queria ainda uma portaria depois que multasse quem estivesse na rua. Perfeitamente alinhado com outra ideologia que não a nossa.”

Confira o vídeo:

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -