- PUBLICIDADE -

É ‘grave’ Bolsonaro recomendar hidroxicloroquina, diz Maia

Maia negou que Câmara tenha enfraquecido pacote anticrime
Imagem: Kleyton Amorim/UOL
- PUBLICIDADE -

“É até grave que o presidente trate desse assunto”, diz Maia sobre uso da cloroquina.

Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara dos Deputados, afirmou, nesta quarta-feira (8), que o presidente da República, Jair Bolsonaro, não deveria recomendar medicamentos para a população tratar a infecção por coronavírus.

Após ser diagnosticado com a Covid-19, Bolsonaro mantém uma campanha pelas redes sociais em favor da hidroxicloroquina, com direito a vídeo compartilhado tomando uma dose do remédio.

Em entrevista à emissora CNN Brasil, Maia declarou:

“Eu não acho que o presidente, nem eu, nem ninguém, deve ficar tratando de qual remédio orientar a sociedade a tomar. Isso é questão da área médica, e é até grave que o presidente trate desse assunto.”

E acrescentou:

“A gente não deve tomar conta daquilo que não cabe a cada um de nós, principalmente nessa área da medicina, que é uma questão muito séria e que precisa ter mais cuidado por parte de todos nós que somos agentes públicos.”

Maia completou:

“Esse tema é muito delicado. Um político que não é da área médica, ele, eu, nós não temos direito de tratar de medicamentos, do meu ponto de vista.”

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -