Grécia expulsa 2 diplomatas da Rússia e proíbe entrada de outros

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

A Grécia decidiu expulsar dois diplomatas da Rússia, assim como proibir a entrada no país de outros dois, acusados de intrusão nos assuntos nacionais e de atos ilegais contra a segurança nacional.

As informações foram confirmadas nesta quarta-feira (11) pelo porta-voz do Governo, Dimitris Tzanakopoulos. Em entrevista à rede de televisão privada SKAI, ele declarou:

A Grécia, no marco de sua política externa, quer manter boas relações com todos os Estados. Mas estes devem respeitar o direito internacional e nacional, assim como o Governo e Estado gregos. Reagimos cada vez que foi necessário e o mesmo faremos agora.

Grécia acusa os diplomatas da Rússia de extrair e distribuir informação confidencial, assim como de tentar subornar funcionários do Estado.

Supostamente a Rússia teria feito diversos esforços coordenados para expandir sua influência sobre a Grécia e os Balcãs, como intervir contra as negociações do acordo com a Antiga República Iugoslava da Macedônia para encerrar a disputa sobre o nome deste país.

Além disso, segundo informações, os diplomatas teriam tentado influenciar câmaras municipais com subornos, assim como a hierarquia da Igreja ortodoxa da Grécia e o Monte Athos, um local emblemático para os ortodoxos que o presidente da Federação Russa, Vladimir Putin, visitou em 2016.

 

Com informações do BOL

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.