Grécia identifica jihadista em campo migratório de Atenas

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

O jihadista entrou na Grécia em março de 2018, pedindo asilo ao lado de sua esposa e filhos.

A polícia de Atenas, capital da Grécia, prendeu um imigrante ilegal sírio, de 27 anos, acusado de envolvimento em atos terroristas promovidos pelo Estado Islâmico

O jihadista foi levado sob custódia por forças antiterrorismo durante operação no campo de migrantes de Eleonas, onde vivia com sua esposa e cinco filhos. 

O homem disse ter entrado na Grécia em março de 2018, pedindo asilo ao lado de sua esposa e filhos. 

O governo grego vem observando vários membros do EI entrarem no país desde que a crise migratória começou a intensificar – no ano de 2015. 

A prisão do sírio ocorre poucas semanas depois que outro suposto membro do Estado Islâmico ter sido preso na cidade de Trípoli.  

O jihadista, um migrante do Tajiquistão, estava morando na cidade há três anos em uma casa que adquiriu com a ajuda de uma ONG pró-migração. 

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.