- PUBLICIDADE -

Greenwald recebe a proteção de 40 advogados anti-Lava Jato

Greenwald recebe a proteção de 40 advogados anti-Lava Jato
- PUBLICIDADE -

A ideia dos advogados pró-Greenwald é criar um “Comitê pela Liberdade de Imprensa”.

O militante de esquerda norte-americano Glenn Greenwald — cofundador do site Intercept — teve um encontro com um grupo de 40 advogados nesta terça-feira (9).

Os juristas se colocaram à disposição dele e de outros ativistas/jornalistas que estão participando da ofensiva contra o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, e integrantes da maior operação de combate ao crime da América Latina.

“A ideia é criar um Comitê pela Liberdade de Imprensa que atue na defesa de repórteres ameaçados, neste e em outros casos que possam gerar represálias do Estado”, afirma Mônica Bergamo, colunista social da Folha.

O Antagonista apresentou algumas informações sobre os nomes que fazem parte deste grupo de advogados pró-Greenwald:

“Entre eles, os lulistas Geraldo Prado, Aury Lopes, Juarez Tavares e Carol Proner (mais conhecida como namorada de Chico Buarque).

Dora Cavalcanti, que defendeu a Odebrecht, Luciano Bandeira, da OAB, e Marco Aurélio de Carvalho, sócio de José Eduardo Cardozo, juntaram-se a Nilo Batista, que foi advogado de Lula e que, atualmente, defende o próprio Glenn Greenwald.

Kakay e Alberto Toron, advogado de Dilma Rousseff e Aécio Neves, enviaram mensagens.

O golpe do Verdevaldo para tirar os criminosos da cadeia não está muito escancarado, não?”

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -