Português   English   Español

Greve de caminhoneiros faz Portugal declarar ‘crise energética’

Greve de caminhoneiros faz Portugal declarar 'crise energética'
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Os caminhoneiros pedem aumentos graduais do salário-base que o elevem para 900 euros em janeiro de 2022.


Uma greve de caminhoneiros de cargas perigosas teve início em Portugal, nesta segunda-feira (12), sem data para acabar.

Em meio ao ato, o governo português impôs racionamento de combustíveis e declarou uma crise energética até 21 de agosto.

Serviços mínimos estão sendo cumpridos pelos grevistas, o que garante o abastecimento de hospitais, aeroportos, portos e outros consumidores prioritários, como as forças de segurança e emergências médicas, informa o jornal Gazeta do Povo.

Os postos de combustíveis estão se organizando há pelo menos três dias para lidar com a greve e, nesta segunda, cerca de 30% não abriram as portas.

Os motoristas pedem aumentos graduais do salário-base que o elevem para 900 euros em janeiro de 2022, o que, com os bônus suplementares, chegaria a 1.715 euros nessa data.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on reddit
Share on linkedin
Share on vk

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...