Greve de caminhoneiros reduz previsão de crescimento econômico em 2018

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Indicadores positivos do mês de abril foram ofuscados pelo impacto da paralisação, que ocorreu durante o mês de maio e vai levar à alta menor do PIB no ano.

O resultado da indústria, comércio e serviços em abril indicavam um início de recuperação para a economia do Brasil.

O problema é que a greve dos caminhoneiros deflagrada em maio adiou essa trajetória de retomada, reduzindo a expectativa de crescimento em 2018. Bancos e consultorias refizeram suas contas e os mais otimistas projetam um aumento do PIB de no máximo 2% neste ano.

O economista do banco Santander, Rodolfo Margato, explicou:

A greve dos caminhoneiros potencializou as incertezas e, junto com os outros problemas que já tínhamos, reduz a confiança tanto para o consumo quanto para os investimentos.

 

Com informações da VEJA

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.