Greve de caminhoneiros reduz previsão de crescimento econômico em 2018

Indicadores positivos do mês de abril foram ofuscados pelo impacto da paralisação, que ocorreu durante o mês de maio e vai levar à alta menor do PIB no ano.

O resultado da indústria, comércio e serviços em abril indicavam um início de recuperação para a economia do Brasil.

O problema é que a greve dos caminhoneiros deflagrada em maio adiou essa trajetória de retomada, reduzindo a expectativa de crescimento em 2018. Bancos e consultorias refizeram suas contas e os mais otimistas projetam um aumento do PIB de no máximo 2% neste ano.

O economista do banco Santander, Rodolfo Margato, explicou:

A greve dos caminhoneiros potencializou as incertezas e, junto com os outros problemas que já tínhamos, reduz a confiança tanto para o consumo quanto para os investimentos.

 

Com informações da VEJA
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia