Greve geral na Nicarágua aumenta pressão contra Daniel Ortega

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

A Nicarágua amanheceu nesta quinta-feira (14) em greve geral convocada por uma aliança opositora para pressionar o esquerdista Daniel Ortega a cessar a repressão e renunciar ao cargo de Presidente.

A ferrenha repressão governamental – com apoio de paramilitares – cotra as manifestações populares já deixou mais de 150 mortos em quase dois meses de protestos.

De acordo com informações do BOL:

A paralisação de 24 horas, em um país já semiparalisado por bloqueios de estradas e protestos de rua iniciados em 18 de abril, foi convocada pela Aliança Nacional pela Justiça e Democracia, que aglutina estudantes, empresários, camponeses e a socidade civil.

Até a Igreja católica, mediadora no diálogo entre o governo e a oposição, acolheu a convocação de paralisação.

Os bispos católicos também convocaram o governo e a oposição a retomar o diálogo para buscar uma saída para a crise política.

A Mesa Plenária do Diálogo Nacional foi convocada para esta sexta-feira, quando deverá ser apresentada a resposta de Ortega à proposta da Conferência Episcopal de antecipar as eleições como parte de um plano de democratização.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.