Greve nacional na Nicarágua contra o governo Ortega

Uma aliança de oposição nicaraguense convocou nesta terça-feira (12) uma greve geral de 24 horas para a quinta-feira (14), contra o presidente esquerdista Daniel Ortega.

A medida é uma forma de pressionar o governo da Nicarágua a retomar o diálogo e parar com a repressão violenta contra manifestantes, que já deixou 148 mortos em 56 dias de protestos.

A Aliança Nacional pela Justiça e a Democracia, que reúne empresários, estudantes e setores da sociedade civil, informou:

Esta será uma paralisação cívica e pacífica envolvendo todo o país e todas as atividades econômicas, exceto às relacionadas com a preservação da vida e a cobertura dos serviços básicos para a população.

De acordo com informações do BOL:

O comunicado, lido por José Adán Aguerri, presidente do Conselho Superior da Empresa Privada (Cosep), informa que a greve começará à meia-noite local (3h da manhã em Brasília) de quinta-feira e terminará 24 horas depois.

O país está semiparalisado há quase dois meses por uma onda de protestos contra o governo, iniciada em 18 de abril contra a reforma da Previdência.

“Exortamos todos os donos de negócios, pequenos e médios empresários, profissionais independentes e outros a fechar seus estabelecimentos”, assinala o comunicado.

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia