PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Grupo de ex-governador da Paraíba espionava investigadores, diz MP

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

As investigações do MP sugerem o uso de “uma verdadeira milícia” por parte do grupo liderado por Coutinho.

O Ministério Público acusa organização liderada por Ricardo Coutinho, ex-governador da Paraíba, de estar à frente de um esquema de “arapongagem” contra os investigadores da Operação Calvário.

A acusação foi feita em um pedido de renovação da prisão temporária do grupo de Coutinho feito à Justiça da Paraíba.

No documento, o MP paraibano também afirma que a organização criminosa teria usado policiais civis e militares para escoltar dinheiro e ameaçar quem atrapalhasse os interesses dos investigados.

Segundo a revista Veja, a petição afirma:

“O uso das estruturas militares do estado por parte da Orcrim, infelizmente, tem sido constatado ao longo do presente esforço investigativo, tais como o uso da casa militar para não só escoltar valores, mas também para infundir receio em que se contrapor aos interesses destas estruturas criminosas, fatos que serão melhor esclarecidos com o aprofundamento das investigações, ainda em curso.”

Ainda segundo a petição, os membros do MP responsáveis pela investigação vinham sendo monitorados de perto pelo irmão do ex-governador, Coriolano Coutinho:

“A predita circunstância aponta para o acionamento de meios para mapeamento dos membros do Ministério Público responsáveis pela presente investigação, o que é gravíssimo.”

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.