Português   English   Español
Português   English   Español

Grupo de Lima não reconhecerá “reeleição” de Maduro na Venezuela

Grupo de Lima não reconhecerá "reeleição" de Maduro na Venezuela
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

O bloco de países da América Latina que monitoram a crise na Venezuela – conhecido como Grupo de Lima – não reconhecerá o novo “mandato presidencial” do ditador Nicolás Maduro, que começa no dia 10.

Formado por Argentina, Brasil, Colômbia, Peru, Chile – entre outros países , o grupo exortou também Nicolás Maduro a não assumir o mandato e transferir o poder para a Assembleia Nacional, controlada pela oposição, mas sem poderes efetivos, e convocar novas eleições.

Após reunião na capital do Peru, o chanceler peruano Néstor Popolizio declarou:

Essa declaração tem uma mensagem política contundente. Não reconhecemos a legitimidade do novo governo venezuelano.

O México, agora governado pelo esquerdista Andrés Manuel López Obrador, foi o único país do grupo de 13 nações que não subscreveu a declaração.

O chanceler brasileiro Ernesto Araújo participou da reunião. Essa foi a sua primeira viagem internacional como chefe do Itamaraty.

Formam o grupo ainda Canadá, Costa Rica, Guatemala, Honduras,Panamá, Paraguai, Guiana e Santa Lúcia, informa o “Estadão“.

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
Share on reddit
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...

Curta a RENOVA!