Grupo de Lima proíbe entrada de integrantes da ditadura Maduro

Português   English   Español
Grupo de Lima proíbe entrada de integrantes da ditadura Maduro
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

As nações que formam o Grupo de Lima optaram por não permitir o ingresso em seus territórios de pessoas ligadas à ditadura liderada pelo chavista Nicolás Maduro.

O Grupo de Lima é formado pelos governos de Brasil, Argentina, Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, Guatemala, Guiana, Honduras, México, Panamá, Paraguai, Peru e Santa Lúcia.

Na última sexta-feira, todas estas nações, com exceção do México, decidiram não reconhecer a ditadura de Nicolás Maduro, que toma posse para seu terceiro mandato como “presidente” na quinta-feira.

Em entrevista coletiva nesta terça-feira (8), o ministro de Relações Exteriores da Colômbia, Carlos Holmes Trujillo, declarou:

Os governos que assinaram a declaração acertaram fazer uma avaliação constante do estado ou nível das relações diplomáticas com a Venezuela e impedir funcionários do alto escalão do regime venezuelano a entrar nos territórios dos países do Grupo de Lima.

Uma medida semelhante havia sido anunciada na segunda-feira (7) pelo governo do Peru. O chanceler peruano Néstor Popolizio informou a proibição da entrada de integrantes do regime da Venezuela e seus familiares no país.

Segundo o chanceler da Colômbia, outras medidas serão tomadas contra a Venezuela nos próximos dias.

Uma delas é a elaboração de listas de pessoas físicas e jurídicas com as quais as instituições financeiras de cada país do bloco não poderão ter relações, registra a agência “EFE“.

SIGA A RENOVA

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

Veja também...