Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Guaidó alerta militares que bloquear ajuda humanitária é crime

Guaidó alerta militares que bloquear ajuda humanitária é crime
COMPARTILHE

O presidente interino da Venezuela enviou uma advertência neste domingo (10) aos membros das Forças Armadas da Venezuela.

Juan Guaidó alertou que impedir a entrada da ajuda humanitária na Venezuela transforma os militares em “quase genocidas”, porque se trata de um “crime contra a humanidade”.

Depois de assistir a uma missa dominical em Caracas, Guaidó afirmou:

“Isso tem responsáveis e que o regime saiba disso. É um crime contra a humanidade, senhores das Forças Armadas.”

Ao lado de sua esposa Fabiana Rosales e seu bebê de 20 meses, o presidente interino Guaidó garantiu que os militares se tornam “vitimizadores” e “quase genocidas”, por “ação” quando “matam” jovens que protestam e “por omissão” quando “não permitem ajuda humanitária”.

Segundo a revista ISTOÉ, o líder opositor reiterou sua convocação para uma passeata na terça-feira, Dia da Juventude, em memória dos mortos – cerca de 40 em tumultos desde 21 de janeiro, segundo a ONU -, e para exigir que a ajuda seja permitida.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários