Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch
Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch

Guaidó critica expulsão de embaixador da Alemanha

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Guaidó critica expulsão de embaixador da Alemanha

Ao início da sessão ordinária do parlamento nesta quarta-feira (6), Guaidó indicou que parece que Maduro não “perdoa quem quer ajudar a Venezuela”.

O presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, criticou nesta quarta-feira (6) a expulsão do embaixador da Alemanha, Daniel Kriener, ordenada pela ditadura de Nicolás Maduro.

Em discurso, segundo a agência EFE, Guaidó declarou:

“Hoje o regime, que usurpa funções, que não tem qualidades para declarar ninguém como ‘persona non grata’, simplesmente exerce coação, simplesmente é uma ameaça, e assim deve ser encarado pelo mundo livre, a um embaixador e a um país (…) que contribuiu muito em matéria de ajuda humanitária.”

O presidente interino da Venezuela lembrou que a Alemanha é um dos países que doou dinheiro para apoiar a ajuda humanitária solicitada pela oposição venezuelana diante da escassez de remédios e alimentos.

O embaixador alemão foi declarado “persona non grata” hoje pelo regime chavista, que lhe deu um prazo de 48 horas para deixar o território venezuelano, como noticiou a RENOVA.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email