- PUBLICIDADE -

Guaidó diz que prisão de chefe de gabinete não o intimida

Guaidó diz que prisão de chefe de gabinete não o intimida
- PUBLICIDADE -

Na manhã desta quinta-feira (21), agentes do Serviço de Inteligência Venezuelano (Sebin) invadiram a residência de Roberto Marrero, chefe de gabinete do presidente interino Juan Guaidó.

Juan Guaidó, líder parlamentar reconhecido por 50 países como presidente interino da Venezuela, garantiu nesta quinta-feira (21) que não recuará perante à ditadura de Nicolás Maduro.

Guaidó acusou o regime chavista de ter procurar intimidá-lo com a prisão de seu chefe de gabinete, Roberto Marrero, diz a AFP.

É “um sequestro vil, vulgar, que busca nos intimidar”, mas “não vão nos tirar do caminho que traçamos”, disse Guaidó em coletiva de imprensa após a prisão de Marrero, na madrugada desta quinta, como noticiou a RENOVA.

O governo dos Estados Unidos exigiu que a Venezuela liberte imediatamente o chefe de gabinete de Guaidó.

“Pedimos sua libertação imediata. Exigiremos responsabilidades aos envolvidos na detenção”, declarou o chanceler norte-americano Mike Pompeo.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -