Guaidó organiza voluntários para recolher ajuda humanitária

Idiomas:

Português   English   Español
Guaidó organiza voluntários para recolher ajuda humanitária
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Guaidó segue tentando fazer a ajuda humanitária internacional entrar na Venezuela. Maduro recusa entrada de remessas deste tipo.


O presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, organiza neste fim de semana equipes de voluntários para buscar ajuda humanitária enviada pelos Estados Unidos na cidade de Cúcuta, na Colômbia.

Guaidó voltou a pedir que militares rompam com o ditador Nicolás Maduro e permitam a passagem de alimentos e remédios na fronteira.

Segundo o Estadão, o líder opositor declarou:

“Não é um capricho, nem migalhas. É uma necessidade. Se bloquearem a fronteira, abriremos um canal humanitário.”

A oposição pretende forçar o Exército a tomar uma decisão importante: seguir bancando Maduro ou ajudar a enfraquecê-lo permitindo a passagem de alimentos e remédios para uma população desesperada.

Muitos dos oficiais da Guarda Nacional Bolivariana (GNB) que protegem a fronteira tem baixas patentes e também sofrem com a crise.

Guaidó clamou:

“O momento é agora. Não cometam o crime contra a humanidade de permitir a morte de 300 mil venezuelanos que necessitam de ajuda urgente.”

Ainda de acordo com o líder opositor, os voluntários terão como objetivo buscar a ajuda na Colômbia e distribuí-la de forma eficaz na Venezuela, com transparência e sem discriminação política.

Newsletter RENOVA

Receba gratuitamente as principais notícias do Brasil e do Mundo por email.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

Veja também...