- PUBLICIDADE -

Guaidó pressiona militares da Venezuela por ajuda humanitária

Guaidó pressiona militares da Venezuela por ajuda humanitária

- PUBLICIDADE -

Milhares de venezuelanos saíram às ruas nesta quarta-feira (30) para protestar contra o ditador Nicolás Maduro, apoiar o governo de transição e pedir novas eleições.

O presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, conclamou os militares a se “rebelar contra Maduro” e pediu a eles que “permitam a entrada de ajuda humanitária” no país.

O líder opositor afirmou que a melhor solução para não agravar a crise na Venezuela é a “criação de um corredor humanitário” no país, assim como sugerido pelos Estados Unidos.

Em discurso na manifestação, segundo o “Estadão”, Juan Guaidó declarou:

“Estamos trabalhando para que a ajuda humanitária chegue o mais breve possível, uma coalizão internacional vai ser criada para atender à emergência.”

A ideia de abrir um canal ou corredor humanitário foi respaldada pela Assembleia Nacional da Venezuela, de maioria opositora, e por 14 países que integram o Grupo de Lima em diferentes comunicados.

Ontem, o vice-presidente do Brasil, general Hamilton Mourão, também concordou com a ideia, mas deixou claro que a decisão será do presidente Jair Bolsonaro, conforme noticiou a RENOVA.

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -