- PUBLICIDADE -

Guaidó proibido de deixar a Venezuela e com contas congeladas

Guaidó proibido de deixar a Venezuela e com contas congeladas

- PUBLICIDADE -

Supremo da Venezuela proibiu o líder opositor Juan Guaidó de deixar o país e congelou suas contas.

O Tribunal Supremo de Justiça (TSJ) proibiu na noite desta terça-feira (29) o autoproclamado presidente interino Juan Guaidó de deixar a Venezuela e bloqueou suas contas bancárias e bens.

O pedido havia sido feito pelo procurador-geral, Tarek Saab, aliado do ditador chavista Nicolás Maduro.

Ao saber da medida, Guaidó disse não se surpreender com as decisões de Saab por considerar que fazem parte da cadeia de ameaças contra ele e o Parlamento de maioria opositora eleito em 2015.

Segundo a “Folha“, Juan Guaidó declarou:

“Não estou subestimando uma ameaça de prisão. Com muita responsabilidade, digo a vocês que nada de novo debaixo do sol. Lamentavelmente, é um regime que não dá resposta ao povo venezuelano, a única resposta é a perseguição, repressão.”

Não é a primeira medida da ditadura contra Guaidó. No último dia 13, o opositor ficou detido durante uma hora por agentes do Serviço Bolivariano de Inteligência (Sebin).

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -