Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Guaidó tenta convencer a China que Maduro prejudica os negócios

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Guaidó tenta convencer a China que Maduro prejudica os negócios

Guaidó pediu uma “relação transparente” com a China, uma das maiores investidoras na Venezuela, dizendo que todos os acordos fechados com o regime de Nicolás Maduro serão honrados, desde que tenham sido feitos dentro da lei.

“Serei muito claro: todos os acordos que foram assinados dentro da lei serão respeitados”, disse o presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, em entrevista por escrito.

Guaidó, líder da Assembleia Nacional, está na vanguarda de um novo esforço para derrubar o ditador Nicolás Maduro.

“Se os acordos prévios foram assinados seguindo o devido processo de aprovação da Assembleia Nacional, eles serão aceitos e honrados”, acrescentou o líder opositor.

O regime comunista da China é um dos maiores investidores na Venezuela e, apesar de ter sido aliada dos governos socialistas desde Hugo Chávez, Guaidó a descreveu como uma nação que sofreu com a corrupção e a má administração financeira de Maduro.

Segundo a Bloomberg, Guaidó declarou:

“Queremos estabelecer uma relação transparente com a China e acabar com a pilhagem dos nossos recursos que prevaleceu durante o governo de Maduro e que também afetou os investidores chineses.”

E acrescentou:

“Os projetos de desenvolvimento da China na Venezuela vêm caindo porque foram afetados e destruídos pela corrupção ou pelo calote de dívidas.”

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email