PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Guaidó tenta reacender oposição da Venezuela contra Maduro

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

“Estamos adormecidos. Veja o que aconteceu na Bolívia. Temos que fazer o mesmo”, disse uma idosa apoiadora de Guaidó.

Juan Guaidó, presidente interino da Venezuela, tentará reacender novamente a chama dos protestos contra o ditador Nicolás Maduro.

Estimulado pela situação da Bolívia, onde Evo Morales renunciou pela pressão popular e a intervenção dos militares, Guaidó convocou manifestações neste sábado (16).

A última grande mobilização na Venezuela remonta a 1º de maio, um dia após uma fracassada insurreição militar contra Maduro.

Com o apoio de cerca de 50 países liderado, após a queda de Morales, Guaidó disse sentir um “frescor de liberdade” na América do Sul.

O ditador Maduro, por outro lado, alertou a oposição de que não tolerará uma tentativa de “golpe de estado” como a sofrida por seu aliado boliviano.

O líder do regime chavista também pediu aos seus milhões de milicianos que se mobilizassem nas ruas do país no dia do protesto, como noticiou a RENOVA.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.