Guatemala anuncia retirada de comissão da ONU

Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

“Sempre atuamos de boa fé, mas não vimos o mesmo de parte da ONU”, declarou Jimmy Morales, presidente da Guatemala.

O presidente da Guatemala, Jimmy Morales, anunciou nesta sexta-feira (31) que não renovará o mandato da Comissão Internacional contra a Impunidade na Guatemala (Cicig), cujos trabalhos terminarão em setembro de 2019.

Acompanhado de vários comandantes militares, em entrevista coletiva, Morales afirmou:

Essa decisão é um passo adiante no fortalecimento das nossas instituições para garantir a continuidade na luta contra a corrupção, a violência e o crime.

O presidente, que não aceitou pergunta dos jornalistas, disse que o secretário-geral da ONU, António Guterres, já foi notificado oficialmente sobre a não prorrogação do mandato da Cicig.

E, de imediato, Jimmy Morales determinou que a comissão de combate à impunidade transfira suas capacidades às instituições guatemaltecas.

O líder guatemalteco declarou:

No ano passado mostramos ao secretário-geral das Nações Unidas muitas das preocupações que o governo da Guatemala tinha a respeito da atuação irresponsável da comissão e de muitos de seus integrantes, violando as nossas leis.

 

Adaptado da fonte EFE
Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Isso também pode te interessar

Deixe seu comentário

Anunciante
e-consulters
Parceiro

Assine nossa Newsletter!

Preencha o formulário para assinar.

Nome Email
newsletter

Últimas publicações