PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Guedes entrega proposta para reduzir imposto de renda

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

A proposta faz parte da 2ª etapa da reforma tributária do governo.

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

A governo de Jair Bolsonaro entregou, nesta sexta-feira (25), ao Congresso Nacional a proposta de reforma do Imposto de Renda.

Entre outras coisas, a proposta amplia a faixa de isenção, reduz taxas para empresas e estipula a cobrança de tributo sobre dividendos, isto é, parte do lucro das empresas distribuídos aos acionistas.

Os ministros Paulo Guedes (Economia), Luiz Eduardo Ramos (Casa Civil) e Flávia Arruda (Secretaria de Governo) entregaram pessoalmente uma versão do texto nas mãos do presidente da Câmara, deputado Arthur Lira.

De acordo com Guedes, o projeto tributa os dividendos das empresas e reduz o IR cobrados de 30 milhões de pessoas.

A faixa de isenção do IR sobe de R$ 1.900 para R$ 2.500.

Atualmente, dos 30 milhões de pessoas que declaram o imposto, 8 milhões são isentos do pagamento do tributo.

Segundo Guedes, mais 8 milhões serão incluídos, totalizando 16 milhões de isentos:

“Por 40 anos, o Brasil aumentou os impostos sobre as empresas. Também por quatro décadas aumentamos os impostos sobre os assalariados. E ao contrário, não houve a coragem de tributar os rendimentos de capital.”

Após receber o texto, Arthur Lira disse que ainda hoje vai anunciar o relator da proposta na Câmara:

“Preciso só terminar os últimos detalhes de conversas com os partidos, com os líderes, para que a gente tenha essa decisão sempre colegiada, e que essa discussão tenha respaldo de todos para tocar.”

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.