Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Guerrilha comunista da Colômbia tinha escritório na Espanha

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Guerrilha comunista da Colômbia tinha escritório na Espanha

A operação policial em Madri terminou com a prisão do administrador do escritório da guerrilha da Colômbia.

A Polícia Nacional da Espanha informou na última segunda-feira (15) que desarticulou a infraestrutura do órgão oficial de comunicação da guerrilha comunista colombiana Exército de Libertação Nacional (ELN).

A infraestrutura foi utilizada pelos terroristas para reivindicar a autoria do atentado cometido em 17 de janeiro contra a Academia de Cadetes General Santander em Bogotá, na Colômbia. Na ocasião, 22 pessoas morreram e outras 66 ficaram feridas.

O detido, que é de nacionalidade espanhola, é acusado de crime de terrorismo por abrigar material de propaganda e difusão de conteúdo do ELN.

A informação foi confirmada pela Direção Geral de Polícia da Espanha em comunicado. Ele foi preso em uma operação no último sábado.

Também ficou comprovado que o detido administrava a infraestrutura utilizada para trabalhos de propaganda e comunicação oficial da guerrilha comunista, informa o Estado de Minas.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Comentários

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Outras Notícias