Português   English   Español
Português   English   Español

Guerrilhas da Colômbia aliciam menores na fronteira com a Venezuela

Guerrilhas da Colômbia aliciam menores na fronteira com a Venezuela
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Entre Venezuela e Colômbia, há centenas de passagens irregulares na fronteira.

Muitas das passagens fronteiriças entre Venezuela e Colômbia são controladas por forças de segurança da ditadura de Nicolás Maduro, que liberam a passagem mediante propina, e por guerrilheiros colombianos, que aplicam suas próprias regras para decidir quem pode ou não entrar.

Essas informações fazem parte de um relatório publicado nesta quinta-feira (8) pela Human Rights Watch, organização que visitou a região de Catatumbo, na Colômbia, no mês de abril.

Nesta região, três grupos de guerrilheiros disputam um território onde há plantações de coca, intimidam moradores e tiram vantagem de refugiados venezuelanos.

Um dos pontos mais preocupantes é a tentativa de aliciar menores para as guerrilhas, seja na luta armada ou no trabalho nas plantações.

No mês de março, por exemplo, membros do Exército de Libertação Nacional (ELN) foram a uma escola na zona rural de Catatumbo para recrutar alunos com mais de 12 anos. Pais que tentaram evitar que seus filhos se tornassem guerrilheiros acabaram expulsos de suas terras, informa o jornal Folha.

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
Share on reddit
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...

Curta a RENOVA!