Português   English   Español

Guerrilheiros das Farc assassinam 3 funcionários da procuradoria da Colômbia

Guerrilheiros da frente dissidente Oliver Sinisterra das Farc, sob o comando do extremista como “Guacho”, assassinaram nesta quarta-feira (11) três funcionários do Ministério Público colombiano no sudoeste do país.

O ataque aconteceu na tarde desta quarta na estrada que liga o município de Tumaco à cidade de Pasto, capital do departamento de Nariño, na fronteira com o Equador, afirmou a polícia em comunicado.

Os três funcionários foram identificados pelas autoridades como Douglas Dimitry Guerrero, pertencente à União Nacional Contra o Crime Organizado; Willington Montenegro Martínez, investigador do Grupo Antiexplosivos, e Jair Alfonso Montenegro Galindes, técnico investigador do Corpo Técnico de Investigação do Ministério Público.

As três vítimas, que estavam em serviço, se locomoviam em uma caminhonete quando foram atacados pelos dissidentes com armas de longo alcance de diferentes pontos da estrada.

As primeiras informações indicam que, depois dos disparos, o veículo e dois dos seus ocupantes foram incinerados.

A frente Oliver Sinisterra das Farc foi uma das que decidiu não aderir em 2016 à assinatura do acordo de paz entre a guerrilha marxista e o governo da Colômbia.

“Guacho” e seus homens são responsáveis pelo sequestro e assassinato de três membros da equipe do jornal equatoriano “El Comercio” e de um casal do mesmo país neste ano.

O governo colombiano e as Farc assinaram um acordo de paz em 24 de novembro de 2016 para terminar 52 anos de conflito. No entanto, alguns guerrilheiros se opuseram e outros foram expulsos do grupo armado por não assumir as diretrizes determinadas no pacto de paz.

Atualmente estas dissidências operam em departamentos do sul do país, assim como em Nariño, na fronteira com o Equador.

 

Com informações da EFE

Deixe seu comentário

Veja também...