Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Hacker diz que entregou mensagens a Greenwald gratuitamente

COMPARTILHE

PF trabalha para confirmar se as informações dadas por Delgatti são verdadeiras. Possíveis transações com criptomoedas estão sob investigação.

Walter Delgatti Neto, conhecido como “Vermelho”, preso na última terça-feira (23) sob suspeita de atuar como hacker, admitiu ser a fonte do material publicado pelo site Intercept, e por outros veículos de imprensa como Folha e Veja, com conversas privadas de centenas de autoridades brasileiras.

Em depoimento à Polícia Federal (PF), em Brasília, Delgatti, um dos quatro presos na Operação Spoofing, disse que encaminhou as mensagens ao militante norte-americano Glenn Greenwald, editor e cofundador do Intercept, de “forma anônima, voluntária e sem cobrança financeira”, diz o jornal Folha de S. Paulo.

Os investigadores da PF agora trabalham para confirmar se as informações dadas por Delgatti, de que agiu de forma voluntária e sem pedir dinheiro em troca, são verdadeiras.

Em depoimento, ainda segundo o jornal, Delgatti afirmou ter agido neste caso por não concordar com os caminhos da Operação Lava Jato.

A apuração da PF, por outro lado, é de que o grupo hackeava contas do Telegram e contas bancárias por dinheiro.

A investigação também apura uma possível transação envolvendo bitcoins. As empresas Foxbit, Brasiliex e Mercado Bitcoin foram notificadas a repassar à PF e ao Ministério Público Federal (MPF) o saldo e possíveis movimentações financeiras de compra e venda de criptomoedas desde 1º de janeiro de 2018 até hoje.

De acordo com a versão dada pelo preso, em depoimento à PF, os contatos com Greenwald foram virtuais, somente pelo aplicativo de conversas Telegram, e ocorreram depois que os ataques aos celulares das autoridades já tinham sido efetuados.

Em mensagens publicadas na rede social Twitter, Greenwald compartilhou a matéria da Folha e repercutiu trechos do depoimento do hacker à polícia. Minutos depois ele voltou atrás e garantiu que Delgatti não era a fonte do site Intercept.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários