Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Hacker invadiu celular de jornalista da Globo para atacar procurador

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Hacker invadiu celular de jornalista da Globo para atacar procurador
COMPARTILHE

“Além de juízes e procuradores, jornalistas também tiveram celulares hackeados pelo mesmo grupo criminoso”, disse Moro no Twitter.

Em ataque relatado a autoridades, o repórter Gabriel Mascarenhas, funcionário do jornal O Globo, teve sua conta no aplicativo Telegram invadida por um hacker no dia 11 de maio.

Após a invasão, o criminoso cibernético, se passando pelo jornalista, enviou mensagens intimidadoras ao procurador regional da República, Danilo Pinheiro Dias.

O hacker dizia que precisava falar com Deltan Dallagnol, da Operação Lava Jato, afirmando que perfis de outros investigadores haviam sido invadidos por uma terceira pessoa e que materiais comprometedores haviam sido compartilhados com ele.

Mais adiante, após o procurador desconfiar da real autoria das mensagens, o hacker mudou o discurso e passou a fazer ameaças ao procurador, sustentando que poderia acabar com a Lava Jato.

Na ocasião, antes da divulgação da invasão dos celulares de integrantes da lava-jato e, portanto, sem indícios de que poderia se tratar de um caso mais amplo, o jornal O Globo alega ter comunicado formalmente o ocorrido à Procuradoria-Geral da República (PGR).

Em mensagem publicada na rede social Twitter, nesta terça-feira (11), o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, afirmou que “além de juízes e procuradores, jornalistas também tiveram celulares hackeados pelo mesmo grupo criminoso”.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram