Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Hackers da Lava Jato podem ser punidos por espionagem

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Hackers da Lava Jato podem ser punidos por espionagem
COMPARTILHE

Investigação da PF aponta que os hackers colocaram “em risco a segurança nacional e o próprio conceito de estado democrático de direito”.

A investigação da Polícia Federal (PF) sobre o ataque cibernético contra autoridades do Brasil aponta a prática de crime contra a Lei de Segurança Nacional, na modalidade de espionagem.

O trecho prevê pena de 3 a 15 anos a quem “mantém serviço de espionagem ou dele participa”, com o objetivo de “comunicar, entregar ou permitir a comunicação ou a entrega – a governo ou grupo estrangeiro ou a organização ou grupo de existência ilegal – de dados, documentos ou cópias de documentos, planos, códigos, cifras ou assuntos que, no interesse do Estado brasileiro, são classificados como sigilosos”.

A citação ao “possível crime” consta de documentos do inquérito sigiloso a que o jornal Estadão teve acesso.

Em parecer, o procurador da República, Wellington Divino, afirmou que os elementos da investigação colhidos pela PF indicam “diversas condutas relacionadas à invasão de aparelhos de comunicação privados de autoridades públicas colocando em risco a segurança nacional e o próprio conceito de estado democrático de direito”.

A possibilidade de uma denúncia por infração deste tipo foi comentada nos bastidores desde a primeira fase da Operação Spoofing, deflagrada no fim do mês julho, mas ainda não havia sido registrada em documentos até a sua segunda etapa, ocorrida no dia 19 com as prisões de Luiz Molição e Thiago Martins.

Os dois suspeitos tiveram a prisão preventiva decretada no último sábado (28), como noticiou a RENOVA.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram