Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Haddad acredita na união do sistema político contra Bolsonaro

Haddad união Alckmin
O candidato Fernando Haddad acredita na união do sistema político contra Jair Bolsonaro. Foto: Juliana Knobel/FRame
COMPARTILHE

Se houver segundo turno, o plano do presidenciável Fernando Haddad (PT) é oferecer a PSDB, MDB e DEM um grande conchavo contra Jair Bolsonaro (PSL).

O petista Fernando Haddad tenta se colocar, de olho num segundo turno contra Jair Bolsonaro, como único interlocutor viável para a convivência republicana.

A intenção do PT é obter apoio dos partidos do “Centrão”, justamente aqueles que são tratados como integrantes do suposto “golpe” contra a ex-presidente Dilma Rousseff. A maior parte destas legendas estão hoje com o PSDB.

Um aliado explica: “Este embate precisa ser o da civilização x barbárie”.

Haddad foi instruído a, de agora em diante, projetar a imagem de pacificador.

A cúpula da campanha acredita que, consolidado o crescimento do petista, o segundo turno será uma disputa de rejeições: o antipetismo contra o antibolsonarismo.

Já podemos perceber uma mudança na atitude de Fernando Haddad. Nesta segunda-feira (17), em sabatina promovida pela Folha/UOL/SBT, o candidato do PT deixou claro esse novo posicionamento.

Adaptado da fonte Folha

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE