Português   English   Español

Haddad diz que Mourão torturou o cantor Geraldo Azevedo

Haddad diz que Mourão torturou o cantor Geraldo Azevedo

O candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad, participa de entrevista no jornal O Globo na manhã desta terça-feira (23).

Durante a sabatina, o candidato do PT acusou o general da reserva e vice na chapa presidencial do PSL, Antônio Hamilton Mourão, de ter torturado pessoalmente o cantor Geraldo Azevedo, durante o regime militar, em 1969.

Nesta segunda-feira (22), durante show no Festival EcoArte Itaitu, o cantor denunciou:

Olha, é uma coisa indignante, cara. Eu fui preso duas vezes na ditadura, fui torturado, você não sabe o que é tortura não. Esse Mourão era um dos torturadores lá.

Confira o vídeo:

Obviamente, o cantor e compositor Geraldo Azevedo não deve ter nenhuma prova contra o vice de Jair Bolsonaro (PSL). Além do fato de que, conforme mencionou O Antagonista, o general Mourão tinha 16 anos em 1969.

Segundo informações da Defesa Net, Mourão só ingressou no Exército em fevereiro de 1972, na Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN) onde, em 12 de dezembro de 1975, foi declarado aspirante-a-oficial da Arma de Artilharia.

Estes fatos não impediram que o candidato do PT ao Planalto, Fernando Haddad, espalhasse a notícia falsa durante sua entrevista ao jornal O Globo. O mesmo Haddad que acusa o seu adversário de só estar liderando a corrida presidencial por conta das notícias falsas contra sua candidatura.

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe seu comentário

Veja também...