Haddad já proibiu exibição de bandeira do Brasil em SP

Português   English   Español
Haddad já proibiu exibição de bandeira do Brasil em telão
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Em julho de 2016, a Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) foi proibida de projetar a bandeira do Brasil no painel digital da sua sede, na av. Paulista.

As informações foram publicadas pela Folha de S. Paulo, em 2016, na matéria “Haddad proíbe Fiesp de exibir bandeira do Brasil em telão”.

A decisão foi tomada por integrantes da CPPU (Comissão de Proteção à Paisagem Urbana), da Prefeitura de São Paulo, após concluírem que a exibição fere a Lei Cidade Limpa, já que o seu uso é feito com cunho político.

Em abril, a Fiesp já havia sido impedida pela gestão Fernando Haddad (PT) de exibir frases como “Fora, Dilma” e “Impeachment Já”.

“A bandeira pode ser colocada, mas se houver um contexto. Da maneira como está sendo usada é com cunho político”, disse Lao Napolitano, representante da associação A Cidade Precisa de Você, que participou da votação da CPPU.

Agora, pouco mais de dois anos depois, o poste de Lula passou a ser um defensor das cores da bandeira brasileira.

Seguindo os conselhos do coordenador Jaques Wagner, a campanha do PT decidiu abandonar a tradicional cor vermelha e abraçar o verde e amarelo.

O historiador Marco Antônio Villa falou sobre o assunto em vídeo publicado na época do corrido. Confira:

SIGA A RENOVA

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

Veja também...