Português   English   Español
Português   English   Español

Haddad visitará o presidiário Lula pela primeira vez após eleições

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Haddad visitará o presidiário Lula pela primeira vez após eleições

Derrotado na disputa pelo Palácio do Planalto, Fernando Haddad (PT) vai visitar o presidiário Lula pela primeira vez desde o segundo turno das eleições nesta quarta-feira (7).

O líder do Partido dos Trabalhadores (PT) cumpre pena por corrupção passiva e lavagem de dinheiro em Curitiba, no Paraná. A articulação política do partido deve ser o principal tema da conversa com Lula, segundo informações da Jovem Pan.

Fernando Haddad se reuniu durante horas com a presidente nacional do partido, Gleisi Hoffmann, na segunda-feira (5), em São Paulo. O tema foi o futuro do ex-ministro da Educação e ex-prefeito de São Paulo.

A intenção de Haddad é ocupar o papel de líder de oposição ao presidente Jair Bolsonaro (PSL), conforme noticiou a Renova Mídia.

Ainda de acordo com a Jovem Pan:

A discussão do Partido dos Trabalhadores é como Haddad cumprirá a função, já que ele não está em nenhum dos três poderes brasileiros.

A hipótese de assumir a presidência do PT em julho, quando termina o mandato de Gleisi, é tida como remota por interlocutores.

O final deste ano deve ser marcado por uma agenda de viagens, algo que Haddad deve continuar fazendo ao longo do ano que vem.

Compartilhe...

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Veja também_

TELEGRAM

Acompanhe todas as notícias através do nosso canal no Telegram.

Newsletter

Inscreva seu email na RENOVA para receber atualizações diárias com as últimas notícias do Brasil e do mundo.

Nome:

Email:

Fique tranquilo(a), assim como você também odiamos spam, você poderá sair quando quiser :)

Comentários_

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Nunca mais seja massa de manobra. Assine!