Hamilton está sendo pressionado a boicotar GP da Arábia Saudita

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Britânico recebe pressão para se manifestar contra as violações cometidas peos sauditas.

O piloto britânico Lewis Hamilton está sendo pressionado por ONGs para boicotar o GP da Arábia Saudita de Fórmula 1.

O evento automobilístico está marcado para 5 de dezembro. 

Em uma carta, 50 entidades ligadas aos direitos humanos pediram que, se não puder faltar, o britânico se manifeste contra as violações cometidas pelo reino saudita.

Na última semana, um relatório da inteligência dos Estados Unidos atribuiu ao príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Muhammad bin Salman, a responsabilidade pela morte do jornalista Jamal Khashoggi.

Khashoggi foi assassinado dentro da embaixada da Arábia Saudita em Ancara, na Turquia.

“Avaliamos que o príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Muhammad bin Salman, aprovou uma operação em Istambul, na Turquia, para capturar ou matar o jornalista saudita Jamal Khashoggi”, diz o texto, como noticiou a RenovaMídia.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.