Português   English   Español

Hashtag contra a revista Veja viraliza no Twitter brasileiro

Hashtag contra a revista Veja viraliza no Twitter brasileiro

Na noite desta quinta-feira (27), a revista Veja publicou uma matéria exclusiva com fortes acusações contra o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL).

A hashtag #Veja600Milhões chegou ao topo dos assuntos mais comentados do Twitter brasileiro na manhã desta sexta-feira (28).

Algumas horas atrás, a revista Veja publicou uma matéria intitulada “O Outro Bolsonaro” com detalhes sobre o processo de divórcio envolvendo Jair Bolsonaro e sua ex-esposa Ana Cristina.

A briga conjugal de Bolsonaro com sua ex-mulher, em 2007, rendeu um processo de 500 páginas na 1ª Vara de Família do Rio de Janeiro.

Apesar de ações desse tipo estarem protegidas por segredo de justiça, de alguma forma, o processo foi parar na capa da Veja.

Ao ser procurada pela reportagem da revista, a ex-esposa Ana Cristina não quis entrar em detalhes.

Deu-se o seguinte diálogo entre as partes:

VEJA: De onde vieram as joias, dólares e reais?

ANA CRISTINA: Era coisa minha, que juntei. Coisas do meu ex-marido, joias que ganhei do Jair.

VEJA: Por que a senhora não atendeu às convocações para depor na polícia?

ANA CRISTINA: Não lembro. Fiquei quieta.

VEJA: Por quê?

ANA CRISTINA: Não me sentia à vontade. Iria dar um escândalo para ele e para mim. Deixei para lá.

VEJA: Escândalo para o deputado?

ANA CRISTINA: Eu, brava, falo besteira.

VEJA: Por isso a senhora desistiu da investigação?

ANA CRISTINA: Nós dois tínhamos um acordo de abrir mão de qualquer apuração porque não seria bom.

VEJA: Qual o acordo?

ANA CRISTINA: Aí eu prefiro ficar… me omitir.


Logo após a publicação da matéria, apoiadores do capitão reformado inundaram a rede social com a hashtag #Veja600Milhões, em referência a um suposto pagamento recebido pela revista para atacar o líder das pesquisas da corrida presidencial.

O motivo do valor 600 milhões está presente na tag contra a revista Veja está em uma denúncia feita pela jornalista Joyce Hasselmann na quarta-feira (26).

Segundo informações do Diário do Brasil:

Na manhã de ontem (26), a jornalista Joyce Hasselmann denunciou uma suposta ‘propina milionária’ que estaria sendo paga para uma grande revista (de circulação nacional) para tentar destruir a imagem do candidato Jair Bolsonaro.

“Recebi uma informação, de uma boa fonte, de que uma das maiores revistas do país fechou um grande acordo financeiro para tentar destruir o deputado Jair Bolsonaro em sua campanha à presidência […] segundo essa fonte segura, o valor da negociação foi fechado em R$ 600 milhões” declarou a jornalista.

Confira o vídeo da Joyce falando sobre o suposto financiamento milionário:

Deixe seu comentário

Veja também...