Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Heleno defende ação contra associação indígena por crime de lesa-pátria

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Augusto Heleno diz que posse de arma é 'direito do cidadão'
COMPARTILHE

“A minha opinião é que nós temos que ir para cima, sim”, disse o general Heleno.

O ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, defendeu, nesta terça-feira (22), que o governo Jair Bolsonaro entre com uma ação contra a Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib) por crime de lesa-pátria.

Heleno acusou a Apib de aliar-se a instituições estrangeiras para prejudicar a imagem do Brasil.

Em entrevista à Rádio Bandeirantes, nesta terça-feira (22), questionado se o governo pretendia representar contra a Apib, Heleno respondeu:

“Olha, vou dar aqui a minha opinião. Eu acho que nós temos que fazer isso. A minha opinião é que nós temos que ir para cima, sim. Estamos levantando dados sobre essa articulação dos povos indígenas brasileiros. Até porque acho que eles não têm CNPJ.”

O general acrescentou:

“Então nós estamos buscando realmente qual é a missão deles, quais são seus verdadeiros objetivos para, se for o caso, movermos uma ação contra esse trabalho nefasto que eles fazem.”

O ministro disse ter “certeza” que o advogado-geral da União, José Levi Mello, “está de olho nisso aí”, referindo-se ao colega como “muito competente” e “extremamente sensato”.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram