- PUBLICIDADE -

Heleno pede por manutenção do ‘equilíbrio entre os Poderes’

Heleno defende revisão de todas demarcações de terras indígenas
- PUBLICIDADE -

“Qual a razão de apreender o celular do presidente Bolsonaro?”, questionou Heleno.

O ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, defendeu, nesta quinta-feira (28), um equilíbrio entre os Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário.

Em conversa com jornalistas na saída do Palácio da Alvorada, em Brasília, Heleno afirmou que a apreensão do celular do presidente da República, Jair Bolsonaro, não poderia nem ter sido cogitada:

“Tem que ver os dois lados. Vamos manter o equilíbrio entre os Poderes, limitar as atribuições dos respectivos Poderes, é isso que está se pleiteando. No momento que há uma manifestação, não sei de quem, de uma possibilidade de ser apreendido o celular do presidente da República, se nós ficarmos calados, eu principalmente, que sou o responsável pela segurança institucional, parece que eu estou concordando, e sou absolutamente contra isso. Não pode nem ser ventilado.”

O general da reserva disse que “os dois lados” precisam de “harmonia” e “respeito”:

“‘Ah, mas o presidente é um cidadão comum’. Sim, o presidente é um cidadão comum, tanto é que vários já tomaram impeachment. Mas qual a razão de apreender o celular do presidente Bolsonaro? Dê uma razão plausível disso aí? É preciso que as coisas sejam, para os dois lados, seja buscado o equilíbrio, o bom senso, a harmonia, o respeito.”

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -