Mais de 70 mil venezuelanos com AIDS não podem continuar tratamento por falta de remédios

Entre os infectados com o vírus HIV, 1.800 crianças também se encontram precisando de ajuda imediata.

Cerca de 77 mil pacientes venezuelanos com HIV deixarão de receber tratamento antirretroviral a partir do mês de dezembro.

Dos 27 mediamentos recomendados pelo Programa Nacional de HIV-AIDS do Ministério da Saúde, apenas 5 eram oferecidos aos infectados e, até estes, agora estão com os dias contados.

Entre os afetados pela escassez de medicamentos, há quase duas mil crianças que precisam de tratamento urgente, por pelo menos dois anos e meio, para reduzir a carga viral, assim como centenas de mulheres grávidas que precisam tomar doses específicas para evitar a infecção de seus filhos durante a gestação.

 

Com informações de: (1)
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

2 Comentários

  1. labirintite disse:

    Amei esse site. Muito conteúdo de qualidade. Abraço e sucesso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *