Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Holanda determina recall de máscaras de proteção chinesas

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Holanda determina recall de máscaras de proteção chinesas

Máscaras chinesas não seguiam os padrões de qualidades e apresentam defeitos. 600 mil máscaras foram enviadas a hospitais holandeses.

O governo da Holanda ordenou, neste sábado (28), a retirada de circulação de cerca de 600 mil máscaras de proteção compradas da China

Segundo as autoridades, 1,3 milhão de peças não cumpriam os padrões de qualidade.

As máscaras defeituosas já haviam sido distribuídas a vários hospitais que tratam pacientes com o novo coronavírus, destaca a emissora DW.

Um teste apontou que as máscaras do modelo FFP2 não protegiam o rosto adequadamente ou tinham membranas de filtro com defeito. 

“Um segundo teste também revelou que as máscaras não estão dentro das normas de qualidade. Por isso, foi decidido não usar nenhumas das peças deste lote”, afirmou, em nota, o Ministério da Saúde holandês.

A Holanda já confirmou mais de 9,7 mil casos do novo coronavírus no país e teve mais de 630 mortes em decorrência da doença.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email