Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Holanda nega refúgio a família cristã da Armênia refugiada em igreja

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Holanda nega refúgio a família cristã da Armênia refugiada em igreja

Uma igreja holandesa indicou nesta sexta-feira (21) que continuará acolhendo uma família cristã da Armênia, que está abrigada em seu interior há oito semanas para evitar a sua deportação.

Após o governo da Holanda rejeitar o último pedido de refúgio, o que podia levar à sua extradição, a família Tamrazyan abandonou a sua casa no final de outubro e se refugiou em uma pequena igreja protestante holandesa.

Desde então, cerca de 650 pastores têm oficiado missas de forma constante, já que a polícia holandesa não pode entrar em um local de culto durante uma cerimônia religiosa.

“A Igreja Protestante de Haia não pode aceitar essa recusa e continuará acolhendo-a”, afirmou em um comunicado.

A igreja de Bethel, que esperava um um gesto por parte do governo da Holanda na semana anterior ao Natal, “lamentou a posição dura e injusta” do secretário de Estado.

A filha mais velha da família, Haryarpi Tamrazyan, de 21 anos, chegou à Holanda há nove anos acompanhada de seus pais, sua irmã de 19 anos e de seu irmão mais novo, de 14 anos.

“Meu irmão, minha irmã e eu crescemos aqui”, explicou em meados de dezembro durante uma coletiva de imprensa.

A história da família Tamrazyan é semelhante a outro caso que comoveu a sociedade holandesa em setembro. Então, dois adolescentes, que estavam prestes a serem expulsos, finalmente receberam a permissão de Harbers para permanecer na Holanda.

Adaptado da fonte UOL

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Comentários

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Outras Notícias